Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 2

Já vi muitos sportinguistas escreverem que não se pode ficar mais um ano sem ganhar nada (no futebol, porque felizmente em muitas outras modalidades estamos muito bem, obrigado). Porquê? A verdade é que pode bem acontecer. E acontecendo, isso muda a vossa cor clubística? Vão deixar de ser sportinguistas? Então claro que pode. Não gostaríamos, mas pode. E pode por várias razões que vou passar a referir de seguida, deixando sempre a ressalva que nenhuma anula a outra, ou seja, não é pelos árbitros nos prejudicarem que não jogamos mal, e não é por jogarmos mal que devemos aceitar que nos prejudiquem.

A equipa, depois de ir à Luz, deixou de acreditar que era possível ganhar fosse o que fosse. Não só pelo que se passou no jogo mas também pelo facto de ter a possibilidade de ficar em primeiro, e ter ficado a cinco pontos desse lugar. Isso acrescido ao facto de terem perdido o último campeonato da forma que o perderam, faz mossa na parte emocional e motivacional de um jogador. Estes deixaram de acreditar em si e na justiça da competição que tentavam ganhar.

Algo que também mexe com os jogadores são as notícias que vão saindo nos jornais sobre contratações, e no Sporting é quase regra alguns dos jogadores caírem de rendimento entre Dezembro e Janeiro. Este ano, para agravar a desmotivação dos jogadores, alguns agarraram-se à possibilidade de poderem sair deste futebol de mentira, podendo ir para outro parecido mas onde pelo menos possam ganhar infinitamente mais (ainda esta semana um disse que não queria voltar. Acho que foi para França). E muitas destas notícias, algumas vezes, querendo promover jogadores que têm o imperativo de serem vendidos, serve também para tentar vangloriar a gestão financeira de quem pouco percebe do assunto, uma vez que esses mesmos criaram passivos descomunais.

É a magia do futebol português, ou pelo menos é uma das regras dessa arte de entretenimento que tentam usar, distrair o público do verdadeiro truque com algo que desvie atenções. Outra arte que me parece assemelhar-se ao futebol português é o Wrestling. Alguns jogos bem o parecem, não pela brutalidade mas pela encenação. Equipas que contra o Sporting “comem” até a relva, contra outros pretendentes ao título jogam como se tivessem sido convidados para um “baile”. E que no fim, o que mais parece é ter sido isso mesmo.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários