sporting cp cabeçalho 2Depois de 21 anos, e a convite da FPF, o Sporting Clube de Portugal decidiu abrir três equipas de futebol feminino: duas para escalões de formação e uma outra para seniores. Uma decisão acertada, visto que é um nicho da modalidade que está a crescer bastante (em média, existem mais 20% de federadas todos os anos) e que dá oportunidade a todas as meninas de representarem um clube tão famoso como é o Sporting.

Apesar de ser o primeiro ano depois do interregno, as leoas estão-se a comportar à altura do nome que representam: em quatro jogos oficiais, para o Campeonato Nacional Feminino Allianz (a primeira divisão), não permitiram nenhuma derrota, somando três vitórias e um empate, o que lhes concede o segundo lugar, ficando apenas atrás do Sporting de Braga, que segue invicto com quatro vitórias em outros tantos jogos. Ainda em relação às jogadoras de Nuno Cristóvão (que até no banco é aconselhado por uma adjunta, Raquel Sampaio), estas revelam uma veia goleadora bastante forte, com 20 golos marcados e apenas quatro sofridos, três deles no empate frente ao Clube de Albergaria de Mazel, segundo classificado no ano passado.

Para termos noção da qualidade das jogadoras do plantel sportinguista, basta olharmos para a última convocatória do plantel da seleção nacional: a guarda-redes, Inês Pereira, as defesas Bruna Costa e Tânia Rodrigues, e a avançada Constança Silva fazem parte da equipa sub-19. Já Patrícia Morais, na baliza, a defesa Rita Fontemanha, Fátima Pinto e Tatiana Pinto, no meio-campo, e Solange Carvalhas e Diana Silva como avançadas complementam a equipa principal feminina da seleção nacional.

As jogadoras do Sporting estão bem lançadas, com três vitórias e um empate no campeonato Fonte: Sporting CP
As jogadoras do Sporting estão bem lançadas, com três vitórias e um empate no campeonato
Fonte: Sporting CP

Posto isto, só temos motivos para nos orgulharmos das nossas jogadoras. Estão a fazer o melhor que sabem pelo nosso clube e pela nossa seleção. Como sportinguistas, não temos só de dar atenção ao futebol masculino, porque tenho a certeza de que estas leoas nos vão representar muito bem na liga portuguesa. É pena que não tenha tanta visibilidade porque, de facto, trata-se do desporto rei, que merece que lhe seja dada a atenção necessária, que merece ter gente no campo a apoiar cada equipa para que mude o paradigma do país. Isto não é futebol de salto alto, mas sim uma aposta no futuro de tantas raparigas que gostam de jogar e que pensavam que nunca poderiam singrar no futebol como Rui Patrício, William de Carvalho ou Adrien. Agora todas têm essa oportunidade, com a criação de mais clubes profissionais femininos.

O Sporting tem pelo menos dez jogadoras nas seleções. Está em segundo lugar e a fazer tudo o que lhe compete para elas se tornarem campeãs da primeira liga, tudo para elevar o nome Sporting Clube de Portugal ao panorama dos grandes clubes nesta área. Não estará na hora de dar mais atenção a estas raparigas?

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários