rugir do leao duarte

O futebol é um desporto de equipa e o conjunto mais forte é aquele que na maioria das vezes acaba por vencer, contudo, e penso que estejamos de acordo, as individualidades não são menos importantes. Quero por isso destacar aquele que para mim é uma referência do universo leonino: Rui Patrício.

A serenidade de uma equipa começa na baliza, o nosso eterno rival que o diga, e Rui Patrício é sem dúvida um jogador indispensável no conjunto verde-e-branco. Muito sinceramente, no início da carreira do guardião português tive algumas dúvidas sobre a sua qualidade: a falta de comando de área, a insegurança de quando saía de “dentro” postes e o horrível jogo de pés, apesar de ter melhorado ainda hoje é a grande lacuna do seu jogo, foram algumas das coisas que me levaram a questionar se este seria ou não o sucessor de Schmeichel ou eventualmente de Vitor Damas.

Pois bem, hoje não tenho quaisquer dúvidas, Rui Patrício é uma figura de destaque do universo leonino. A maioria já deve ter esquecido, com toda a certeza, as épocas em que era o Rui e mais 10; Arrisco-me mesmo a dizer que, caso não fosse Patrício, aquele penoso sétimo lugar podia ter sido bem pior.

Todos os grandes guarda-redes têm dias menos conseguidos e o titular da seleção nacional não escapa à regra. Não se iludam ao pensar que o nosso guardião não vai cometer mais erros, pelo contrário. No entanto nada disso inválida o excelente “serviço” que tem prestado à nação leonina.

Anúncio Publicitário

Termino agradecendo a Rui Patrício por representar na perfeição aquilo que deve ser o Sporting Clube de Portugal – Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Seja a guardar as redes verde-e-brancas ou da seleção nacional, és um exemplo.

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal

Comentários