Anterior1 de 4Próximo

O Sporting CP foi hoje derrotado por 1-0 frente ao Arsenal FC, em jogo a contar para a terceira jornada do Grupo E da Liga Europa. Uma partida que interessava a ambas as equipas, as duas com seis pontos em outros tantos jogos na competição. Porém, os dois treinadores montaram a equipa em sentidos contrários: Unai Emery alterou metade do onze titular face ao último jogo (frente ao Leicester) mantendo apenas cinco jogadores; já José Peseiro apenas surpreendeu colocando Renan Ribeiro na baliza e jogando com quatro médios.

A partida começou com o Arsenal a mostrar o que vale na gestão da posse de bola – que é muito -, mas a primeira oportunidade do encontro até foi dos “leões”, com um remate de Bruno Fernandes, ao minuto 18, que saiu por cima. Minutos depois, a resposta inglesa: Henrik Mkhitaryan, de livre-direto na esquina da grande-área, testou os reflexos de Renan.

A partir daí e até à meia-hora de jogo o ritmo acalmou. O Arsenal foi gerindo o jogo sem grande intensidade, mas o último passe falhava sempre. Mérito nesta hora para a pressão leonina: ainda que não fosse muito agressiva, era inteligente, o que permitiu ao Sporting ganhar algumas bolas que poderiam ser interessantes. O desfecho era sempre o mesmo para cada lado – o último passe falhava sempre.

À meia-hora de jogo acordou Alvalade. Primeiro ensaiou Bruno Fernandes, com um remate por cima; depois foi Nani, a relembrar os seus grandes golos frente aos “Gunners” ao serviço do Manchester United. O internacional português abriu espaço no espaço, encheu o pé e bola passou a rasar a barra da baliza de Leno. Ilusão de golo em Alvalade.

Antes do intervalo houve ainda tempo para o Arsenal responder, com remates de Xhaka – por cima -, e de Aubameyang – encaixado por Renan -, mas principalmente para a saída de Ristovski, por lesão. O macedónio estava a ser dos jogadores mais esforçados em campo. Intervalo com um nulo justo, mas com um Sporting a deixar uma boa imagem, de uma equipa solidária, esforçada e com boas manobras ofensivas.

Os primeiros dez minutos da segunda parte começaram com três oportunidades de golo, uma para os leões e duas para o Arsenal. Primeiro, Montero ganhou um pontapé livre no meio-campo adversário; Nani foi chamado a converter, colocou na área e o colombiano desviou para fora. Já no outro extremo do campo, Renan negou duas vezes de forma perentória o golo a Aubameyang, ambas de grande qualidade individual do avançado gabonês. A equipa inglesa ainda viu ser anulado um golo a Welbeck, após falta sobre Bruno Gaspar. Posteriormente, Renan esteve novamente em destaque por defender um livre forte de Torreira.

Depois de tanto procurar o golo, o Arsenal conseguiu mesmo chegar à vantagem. Após um passe para Welbeck, o extremo pegou na bola, passou por Coates e, em frente a Renan, não tremeu e rematou cruzado a contar.

Renan não conseguiu parar o remate de Welbeck
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Jovane, que entrou no quarto-de-hora final, ainda tentou, esforçadamente, procurar o golo, mas êxito. José Peseiro acabou por colocar o jovem muito tarde na partida e para tentar remediar a desvantagem consentida.

Apesar de o árbitro ter dado cinco minutos para lá dos noventa, o jogo terminou sem qualquer mexida no marcador. Nem tudo está perdido, resta agora recuperar na jornada seguinte, em Londres, para que a equipa leonina não perca o seu foco na competição europeia, em que está em segundo lugar, com seis pontos. Já o Arsenal é líder isolado com nove pontos. O grupo termina com o Vorskla da Ucrânia em terceiro lugar com três pontos e com o Qarabag, em último, sem nenhum ponto conquistado.

Onzes Iniciais

Sporting CP: Renan Ribeiro, Sebastián Coates, André Pinto, Acuña, Ristovski (Bruno Gaspar, 45′), Gudelj (Jovane Cabral, 70′), Petrovic, Battaglia, Bruno Fernandes, Montero e Nani (Diaby, 86′).

Arsenal FC: Leno, Lichtsteiner, Papastathopoulos, Holding, Xhaka, Elneny (Torrera, 57′),Guendouzi, Ramsey, Mkhitaryan, Welbeck (Lacazette, 80′)e Aubameyang (Iwobi, 85′).

Anterior1 de 4Próximo

Comentários