logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Pedro Porrro do Sporting a caminhar zangado no campo

Sporting CP | É preciso comprar, Porr(a)o!

Há opção de compra ou não, Sporting?

Opção. Para atenuar males maiores e suavizar atitudes que radiquem em terrorismo, seria estupendamente bom que continuassem a existir opção. De todas as estirpes possíveis, para bem de todos.

Opção com alcance de escolha, obviamente. Para bem de todos, volto a frisar. Não queria repetir conceitos ou ideias, mas o primeiro parágrafo requer – sempre – a presença da substância, do sumo, da elementaridade do texto. No fundo, era mais ou menos isto que queria partilhar. Mais coisa, menos coisa.

De. Normalmente, a palavra é tida como uma preposição porque alguém inventor de gramatiquices e políticas análogas assim decidiu. Confesso que nunca fui um fã acérrimo da categoria (porque a mesma integra a pasta do “é-me indiferente”), mas também não me sinto pleno aquando de uma desavença interina e efemerazinha.

Opção de. Diminuta é a quantidade de termos capaz de perpetrar um engate ao conjunto, não acham? Necessita de ser alguém dotado de. Vá, dotado.

Compra. Sem companhia, pode desencadear uma ordem, uma imposição. Os mais frágeis podem ressentir-se. Os mais imbecis, quando não a realizam, lamentam uma vida inteira. “Era aquilo! E agora?”. Assim nascem depressões e outras concavidades mentais. Resistir é pecado, nestas situações. Não vale a pena. Avancemos para a caixa registadora. Serão capazes de ser tão dotados quanto eu?

A questão é a seguinte: quando é que Frederico Varandas aciona a opção de compra de Pedro Porro para o Sporting?

Chamem-me impaciente, chamem à vontade. Não estou minimamente consternado com isso. A Black Friday já passou, o Natal 2021 está aí à porta e Frederico Varandas nem um brinde ofereceu aos adeptos do Sporting?

Pedro Porro Ricardinho Sporting
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

“Ah! Mas o Sporting CP venceu o BVB Dortmund, na passada quarta-feira, por 3-1 e garantiu a passagem aos oitavos de final da Champions League, pela segunda vez na história! Isso não pode ser apelidado de brinde aos adeptos?”

Está bem. Eu sempre ouvi dizer que o Sporting CP era um clube que primava a exigência e o trabalho árduo, mas vocês lá sabem. Quando decidirmos mexer um pé, já outros clubes pisaram a linha de meta. Como sempre!

“E os empréstimos obrigacionistas? E o fosso para o FC Porto e SL Benfica? E o dinheiro cai das árvores? Nove milhões por um lateral direito é muito caro!”

Quero lá saber. Eu quero o Pedro Porro em definitivo no Sporting, seja como for. A culpa desta baderna é dos jornais, sabem? Se eles não se pusessem com “desbloqueios” e com “facilitismos”, ninguém se iludia. Agora ninguém me cala. Quero levar o Pedro Porro para casa. Espero que não me obriguem a armar um escândalo…

(Espero, enquanto a leitura destas linhas esteja a ser efetuada, não existir uma alma que se interrogue sobre o porquê de não alistar aqui um conjunto de razões para a permanência em Alvalade. Parece óbvio. Mas vou prevenir-me!)

O mais aguerrido ex-habitante de Don Benito é uma peça fundamental no xadrez do Sporting: vertical quando ataca, violento nos cruzamentos, perspicaz na abordagem defensiva, dono de elevados índices de velocidades e poder de explosão, solidário, ponto socorro do lado direito, exímio batedor de penáltis, assim como exímio batedor de símbolo no peito. Isto dá qualquer coisa como o melhor lateral direito do campeonato português!

A “opção” deixou claramente de existir. Assim como o “de”. Ocupavam tanto espaço, não sei por que motivo se interpelaram…

Em primeira mão, a informação que considera útil: cruza pensamentos, cabeceia análises sobre futebol e tenta marcar opiniões sobre o universo que o rege. Depois, o que considera acessório: Romão Rodrigues, estudante universitário e apaixonado pelas Letras.                                                                                                                                                 O Romão escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Em primeira mão, a informação que considera útil: cruza pensamentos, cabeceia análises sobre futebol e tenta marcar opiniões sobre o universo que o rege. Depois, o que considera acessório: Romão Rodrigues, estudante universitário e apaixonado pelas Letras.                                                                                                                                                 O Romão escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA