Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho modalidadesOdivelas vestiu-se de verde e branco para o grande jogo entre Dínamo e Sporting da última jornada do Grupo D da Ronda de Elite.

O Dínamo entrou mais esclarecido em campo, enquanto que o Sporting estava algo mais nervoso; mas foram os leões, aos seis minutos, que abriram o marcador num grande remate de João Matos após reposição de bola de Deo. 1-0 em Odivelas e um apoio ainda mais forte do que aquele que já havia.

Três minutos depois Cirilo, numa boa jogada individual, empatou o jogo, num resultado que não se podia considerar injusto. As boas jogadas de lado a lado continuaram mas com algum ascendente do Dínamo, que chegou com alguma naturalidade à vantagem, após golo de Fukin. 

Foi com naturalidade que Nuno Dias pediu time out para definir a tática para o que restava da primeira parte e tentar acalmar os seus jogadores, aparentemente nervosos, talvez devido à excelente casa.

sporting-uefa-futsal-cup
Nuno Dias foi o maior obreiro da passagem
Fonte: Nuno Raimundo

O jogo depois do tempo técnico ficou sujo e feio, principalmente devido a Cirilo, capitão dos russos, que abusou das faltas e até do uso dos cotovelos, passando impune aos olhos dos árbitros só com conversas. Quanto ao jogo jogado, o Sporting passou a ter mais bola, como não podia deixar de ser, mas o Dínamo passou a ser mais efetivo nos seus processos ofensivos, com Marcão a evitar quatro golos e Gustavo, guarda-redes do Dínamo, apenas um.

 Ao intervalo, 2-1 para os russos, num resultado que se podia considerar justo e que estava longe de ser positivo para o Sporting.

Na segunda parte o Sporting entrou mais calmo e concentrado e isto refletia-se no jogo, nomeadamente com o golo do empate por Diogo após um canto, em mais uma demonstração do brilhantismo do trabalho feito nas bolas paradas por Nuno Dias e os seus pupilos.

A calma dos jogadores dos leões notava-se a toda a linha e o jogo era praticamente controlado pelo Sporting. O 2-3 chegou com toda a naturalidade do mundo, através de Cavinato, e o jogo prometia não ficar por aqui.

sporting-uefa-futsal-cup-dia-3-2016-golo
O golo que deu a passagem ao Sporting
Fonte: Nuno Raimundo

Muito fortes defensivamente e com um jogo ofensivo muito mais pensado, foi com alguma surpresa que Fernandinho fez o 3-3, num lance em que Marcão parece ter sido mal batido. Com o golo o Dínamo subiu a defesa e criou mais problemas ao Sporting na saída do meio-campo.

Com o Sporting com cinco faltas e a faltar três minutos para o jogo terminar, Alekberov pediu time out para preparar o guarda-redes avançado e procurar o golo que faltava para a qualificação para a final four.

O Sporting foi exímio na defesa 5-4 e não permitiu um único lance de perigo aos russos, que de cabeça totalmente perdida desataram à pancadaria a tudo e todos, numa cena muito lamentável e que tira todo o mérito que os russos pudessem ter no jogo.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários