futebol nacional cabeçalho

Este domingo, o estádio de São Luís recebeu um jogo grande, um jogo que deu para relembrar os velhos tempos de glória do Farense.

Apesar do resultado ter sido negativo para os leões de Faro, a equipa, orientada por Jorge Paixão, mostrou uma grande atitude dentro de campo, obrigando mesmo o Braga a jogar o prolongamento, onde acabaria por marcar o único golo da partida, através de uma grande penalidade.

Anúncio Publicitário

O jogo foi muito disputado a meio campo, tornando-se muito físico com o desenrolar da partida. O Farense mostrou que tem um bom coletivo e um grande avançado, que trabalhou durante os 120 minutos. Rambé foi incansável na maneira como disputava cada bola, na esperança de conseguir que a sua equipa desequilibrasse.

Como já disse anteriormente, apesar do resultado não ter sido aquele que os adeptos do Farense desejavam, a exibição que os leões do Algarve realizaram perante uma das melhores equipas da primeira liga portuguesa mostrou que esta equipa está viva e com vontade de voltar novamente ao patamar mais alto do futebol nacional.

Sentiu-se de novo o calor do futebol na cidade de Faro, sentiu-se o cheiro a primeira liga. Espero que este jogo e que o ambiente que se viveu dentro do São Luís seja o tónico que esta equipa necessitava. Uma equipa que, apesar de apresentar qualidade, falha por vezes em coisas que lhe são fatais.

Foi um dia de festa para os adeptos do SC Farense
Foi um dia de festa para os adeptos do SC Farense

É com esta mentalidade que se tem de continuar o trabalho que se está a realizar, e é também com esta mentalidade que o povo de Faro tem de continuar. São Luís tem de voltar a ser o Inferno que era antigamente, aquele lugar onde até José Mourinho já disse que temeu jogar, aquele lugar onde as equipas visitantes tinham de comer relva para conseguir ganhar ao Farense, acima de tudo, tem de ser uma fortaleza.

E não foi só dentro de campo que hoje se viu um bom espetáculo. Os South Side boys, que mais uma vez mostraram que são uma das melhores claques a nível nacional, proporcionaram uma noite cheia de apoio aos jogadores que envergavam o símbolo do Farense ao peito. A forma como cantam desde o início até ao fim do jogo, a forma como empurram a equipa nos bons e nos maus momentos, tudo isso faz a diferença

Por tudo o que o Farense foi no passado, por tudo aquilo que já passou num passado não muito distante, pelo amor que o povo de Faro sente por este clube e pela vontade que tem de o voltar a ver na primeira divisão, esperemos que este jogo volte a acontecer brevemente, mas que desta vez não seja para a taça, mas sim para a primeira Liga Portuguesa.