Anterior1 de 4Próximo

 

Neste «recordar é viver», iremos evocar aquele que foi o maior feito nacional na modalidade. Já passou cerca de 1 ano, após a conquista do Europeu sub-20 divisão B, que deixaria todos os adeptos do basquetebol encantados com uma equipa que apresentou uma maturidade emocional incrível durante o torneio todo.

Depois de vários estágios/torneios, de modo a preparar o campeonato, as expectativas ficaram elevadas para a nossa seleção. A nossa seleção sub-20 derrotou seleções do calibre de Israel- atual campeã europeia sub-20 divisão A (que contava com Deni Avdija) ou seleções com maior estatuto na modalidade que Portugal (República Checa). A juntar a isto, Portugal tinha um grupo de atletas muito forte individualmente, onde detinha aquele que era o nome maior no Europeu Divisão B- Neemias Queta. O poste de Utah State, vinha de um NBA Combine e apresentava-se como futuro potencial jogador da NBA.

Curiosamente, não foi ele o maior destaque no final do campeonato, não obstante foi a peça mais importante no desenrolar do torneio.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: FPB

Anterior1 de 4Próximo

Comentários