logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

GP Abu Dhabi: Vitória de Verstappen para a despedida de Vettel

modalidades cabeçalho

A CORRIDA: LECLERC TERMINA EM SEGUNDO LUGAR POR UM PONTO

Max Verstappen venceu o GP de Abu Dhabi, com Charles Leclerc a terminar em segundo lugar na corrida e no campeonato, ficando à frente de Sergio Perez com a diferença de um ponto. O mexicano terminou em terceiro na corrida e no campeonato. Sebastian Vettel terminou a corrida em décimo lugar, pontuando pela última vez na sua carreira na F1.

Com a Red Bull a liderar os dois primeiros lugares do grid pela primeira vez desde 2018, foi o mexicano que tentou a ultrapassagem ao seu companheiro de equipa, mas sem sucesso. Foi Hamilton que aproveitou a oportunidade e ultrapassou Sainz, enquanto Charles atacava Perez pela segunda posição. Ainda dentro da primeira volta, Hamilton e Sainz estiveram muito perto de se tocar e o britânico acabou por sair de pista, passou por cima dos enormes kerbs laranjas e levantou “voo” por poucos segundos. Como o britânico ganhou a posição ao espanhol sem ser de um incidente provocado por um toque, acabou por a devolver a posição.

Durante quatro voltas, Sainz e Hamilton estiveram em luta pela quarta posição, com Russell juntar-se ao grupo. Um pouco para trás, Vettel lutava com Ocon pela oitava posição, com Alonso logo atrás de si. Com o passar das voltas, outros pilotos juntaram-se ao comboio do francês. Na Mercedes, Russell recebia a mensagem de que podia lutar livremente com o seu colega de equipa por posição, já que Hamilton sentia que algo não estava bem no se W13.

O primeiro piloto a parar foi Albon, para trocar para o pneu médio, seguido por Stroll. Mas foi com a paragem de Perez que os pilotos e equipas decidiram também parar e mudar as suas estratégias. Houve até trocar de líderes na corrida, com Leclerc a liderar o GP por uma volta. Na Mercedes, Russell recebia cinco segundos de penalização por unsafe release, quase batendo num McLaren atrás de si.

Com ultrapassagens tanto no meio do pelotão, como para o fim dele, todos os olhos se puseram na box da Alpine, para onde se dirigia Fernando Alonso e assim terminar a sua temporada, retirando-se. Foi a sexta vez esta temporada que o espanhol não acabou uma corrida.

A Aston Martin, que tinha planeado ficar na estratégia de só uma paragem, viu Sebastian Vettel cair até 19º e levar o pneu duro até ao fim. Foi ultrapassando pilotos com pneus mais desgastados até chegar à décima primeira posição, ficando em luta com Daniel Ricciardo, que também disse “adeus” à pista (por agora).

Perez parou uma segunda vez para novos pneus duros, deixando a Ferrari e Leclerc na estratégia de uma paragem, como o líder da corrida. E quando se esperava um Safety-Car para baralhar as contas, Schumacher toca em Latifi e ambos rodam, mas sem grandes problemas para os pilotos da frente, somente bandeiras amarelas. O canadiano acabou por ter um problema no seu Williams, conseguindo chegar à box para trocar de pneus. Por esse toque, o piloto da Haas recebeu cinco segundos de penalização.

Lewis Hamilton, que falava sobre sentir problemas no seu Mercedes, acabaria mesmo por se retirar, a três voltas do fim da corrida, depois de reportar que estava preso numa marcha. Foi a primeira vez esta época que o W13 retirou por problemas mecânicos e Hamilton perdia a quinta posição no campeonato para Sainz.

Enquanto isso, Sergio Perez era motivado pela equipa a levar o seu RB18 mais longe, de forma a alcançar o Ferrari de Charles Leclerc. Porém, há uma grande diferença entre alcançar e ultrapassar; acabou por ser esse o trágico fado do mexicano, que conseguiu chegar perto do monegasco da última volta, mas não o conseguiu ultrapassar. Terminou, assim, em terceiro lugar no campeonato, com a diferença de um ponto.

Com luta até à linha da meta, Sebastian Vettel terminou em décimo lugar, atrás de Daniel Ricciardo. Foi o australiano que saiu a ganhar, ultrapassando o alemão no campeonato para a 11ª posição, ambos com os mesmos pontos.

Já nas equipas, terminou tudo da mesma forma como chegou aos Emirados Árabes Unidos, com a Alfa Romeo e Aston Martin a terminarem a temporada com os mesmos pontos (55), vantagem para a equipa com sede na suíça.

Como autorizado antes do início da corrida, os três primeiros puderam fazer donuts na chegada à reta da meta, no final da corrida.

E para terminar a temporada, deixamos os donuts de Sebastian Vettel para a despedida do tetracampeão do mundo (2010-2013).

Danke, Seb.

Foto de Capa: Red Bull Racing

Esta é a Ana Catarina. Apaixonou-se pela Fórmula 1 com 14 anos e a partir desse momento, descobriu o mundo do desporto motorizado. Graças a isso, seguiu o caminho do jornalismo até se licenciar em Jornalismo e Comunicação, na capital do Alto Alentejo.

Esta é a Ana Catarina. Apaixonou-se pela Fórmula 1 com 14 anos e a partir desse momento, descobriu o mundo do desporto motorizado. Graças a isso, seguiu o caminho do jornalismo até se licenciar em Jornalismo e Comunicação, na capital do Alto Alentejo.

FC PORTO vs CD TONDELA