3.

Fonte: Formula 1

Max Verstappen (Red Bull)- Dizer que na primeira metade da época Max Verstappen foi o melhor piloto da Fórmula 1, mostra bem como as coisas lhe correram na segunda para cair para terceiro. Até à pausa de verão, Max Verstappen parecia o único piloto da grelha capaz de combater taco a taco com Lewis Hamilton.

O piloto holandês mostrou uma consistência e maior maturidade que não tínhamos visto da parte dele, mas que todos achavam que era o que lhe faltava para ser dos melhores. Porém, na segunda metade do ano, o carro da Red Bull não se mostrava bom o suficiente para batalhar a ressurgente Ferrari e a Mercedes, e Verstappen esteve envolvido em alguns acidentes, como em Spa e Suzuka. O ano acabou por terminar da melhor forma, com três pódios seguidos, incluindo uma vitória na corrida louca no Brasil, onde teve de lutar várias vezes com Hamilton e saiu a ganhar.

No geral foi um ano extremamente positivo de Max Verstappen, à velocidade pura acrescentou uma maior maturidade e consistência. Agora só falta ter carro suficiente para ser campeão e com certeza que será capaz de travar o domínio da Mercedes.