logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

ATP Challenger Tour Oeiras Open 2: Em casa, mandamos nós!

Depois da dobradinha da semana anterior, o Complexo de Ténis do Jamor, um dos mais belos do mundo nas palavras de vários dos maiores intérpretes da modalidade, voltava a acolher novo torneio ATP Challenger Tour 80, em Oeiras, duas categorias abaixo dos ATP 250. Esperava-se emoção, competitividade, grandes encontros e, já agora, por que não sonhar com nova dobradinha? Convém referir que o quadro desta semana era, francamente, mais aberto e teoricamente de menor qualidade.

O repetente Thiago Monteiro, do Brasil (116º ATP), era o primeiro pré-designado seguido nesse lote de maiores favoritos pelo checo Zdenek Kolar, que voltava igualmente a repetir presença, ocupando a posição 150 do ranking. Nuno Borges atuaria com a pressão de ser o terceiro na lista de potenciais vencedores. No entanto, nomes como Alessandro Giannessi ou Gastão Elias, vencedor na passada semana, também eram jogadores com reais e legítimas chances de sair de Oeiras de sorriso no rosto.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Ténis

O Diogo é licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona do Porto. É desde cedo que descobre a sua vocação para opinar e relatar tudo o que se relaciona com o mundo do desporto. Foram muitas horas a ouvir as emissões desportivas na rádio e serões em família a comentar os últimos acontecimentos/eventos desportivos. Sonha poder um dia realizar comentário desportivo e ser uma lufada de ar fresco no jornalismo. Proatividade, curiosidade e espírito crítico são caraterísticas que o definem pessoal e profissionalmente.

O Diogo é licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona do Porto. É desde cedo que descobre a sua vocação para opinar e relatar tudo o que se relaciona com o mundo do desporto. Foram muitas horas a ouvir as emissões desportivas na rádio e serões em família a comentar os últimos acontecimentos/eventos desportivos. Sonha poder um dia realizar comentário desportivo e ser uma lufada de ar fresco no jornalismo. Proatividade, curiosidade e espírito crítico são caraterísticas que o definem pessoal e profissionalmente.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA