Anterior1 de 11Próximo

A temporada está a chegar ao fim e, em jeito de balanço, foram muitas as figuras que marcaram o ano desportivo do Sport Lisboa e Benfica. De modo geral, a época teve altos e baixos e o desafio passou por saber ultrapassar os baixos rumo a uma reta final de grande qualidade, o que foi bem conseguido. Para essa tarefa, todos contaram, contribuíram com boas exibições e, claro, muitos golos.

A escolha foi naturalmente difícil e algumas personalidades ficaram de parte. Mas não foram totalmente esquecidas. Assim, também é importante referir os nomes de:

13 – Gabriel: Colocando de parte a infortúnia lesão que sofreu, foi uma peça nuclear no meio campo encarnado. A leitura, visão e dedicação para o jogo foram enormes e a segurança que deu tornou o setor imbatível de furar. Por outro lado, foi fundamental na transição ofensiva e um construtor tremendo. Na próxima época, a garantia é para a explosão total.

12 – Renato Paiva: Um grande estratega da equipa B e um potenciador dos jovens talentos do amanhã. Soube gerir todos os convenientes e inconvenientes para dar uma excelente terceira posição, tendo em conta que as formações secundárias não podem subir ao escalão principal.

11 – Diogo Pinto: O capitão da equipa de sub-23 foi absolutamente letal e mostrou ser um finalizador por excelência. Em 2018/2019, marcou 18 golos, cada um mais impressionante que o outro. O futuro é promissor, tal como a sua possível integração na equipa B ou mesmo na principal.

Anterior1 de 11Próximo

Comentários