Anúncio Publicitário

De facto, não sabemos o que acontece dentro de uma determinada Instituição – ambiente, influências e até as pessoas que trabalham lá dentro. Quando queremos então “avaliar” a gestão realizada por determinada Instituição, obviamente, analisamos as ações que toma no exterior. Mas, no caso da má gestão da SAD do FC Porto, analisamos as ações que não toma, no que toca às renovações dos seus ativos.

PERDER JOGADORES A CUSTO ZERO TORNOU-SE “MODA” NO FC PORTO

Não me recordo de um clube de Futebol que tenha perdido tantos jogadores como o FC Porto já perdeu. Para além de estarem atentos ao que ocorre dentro de campo (resultados e exibições da equipa), os adeptos devem estar também a par da gestão do clube, não é “politicagem”, é o grande pilar para um clube funcionar.

má gestão da SAD FC Porto
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Devemos congratular o grande trabalho efetuado por Sérgio Conceição e a sua equipa técnica, mas devemos atentar para esta má gestão que a SAD azul e branca tem exercido nos últimos anos. Tornou-se “moda” no FC Porto – Brahimi, Herrera, Marega, Adrián Lopez, Maxi Pereira e até Iván Marcano, jogadores importantes na história do clube saíram a custo zero.

Anúncio Publicitário

Isto traduz-se em muitos milhões perdidos, mas, ao que parece, isto vai voltar a acontecer.

má gestão da SAD FC Porto
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Já para não falar da delicada situação de Corona, Mbemba, a partir de janeiro, já pode assinar por outro clube, pois fica apenas a seis meses de encerrar o seu contrato. Não sabemos o que se passa lá dentro, mas podemos inferir que a SAD é incapaz de persuadir os seus jogadores a renovarem o contrato.

Claro, por vezes, não consegue abranger o salário que um determinado jogador pede para renovar, mas, para mim, vai muito além disso.

O FC Porto renovou com Otávio, por valores sobressalentes, porque era desejo de o jogador ficar no clube, ambas as partes queriam o acordo. Recordo-me do caso de Jackson Martínez que, prestes a encerrar o seu contrato e com muitos clubes pretendentes, renovou com o FC Porto, permaneceu mais uma época, e só foi vendido posteriormente.

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Quero com isto dizer que as finanças do clube são preocupantes, mas, por vezes, depende também da sensibilidade do jogador. A SAD é culpada? Claramente. Mas não na totalidade da situação.

Foto de capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Artigo revisto por Joana Mendes

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome