Pois, é certo que este 4-3-3 ou 4-2-3-1 do FC Porto, como lhe queiram chamar, poderá causar controvérsia pelo facto de Sérgio Conceição dificilmente abdicar dos dois avançados na frente, no entanto, a colocação de apenas um é uma realidade totalmente aceitável por mais do que uma razão.

Primeiro, porque o FC Porto alinhou dessa forma nos quatro encontros finais da última temporada. Depois, pelo facto de Díaz, Otávio e Corona serem os desequilibradores da equipa e os principais responsáveis pela criação de jogadas para golo, ou seja, se os três estiverem em forma dificilmente sairão do onze. Juntamente a esse fator, adivinha-se o ano de explosão total de Luis Díaz, logo, poderá tornar-se um intocável no onze, contrariando a alternância ao longo da época, provocada por alguma inconsistência – o que não vai contra a época formidável realizada. Além dos pontos referidos anteriormente, a mais recente contratação do clube – Mehdi Taremi – pode ser beneficiado neste sistema e dar conta do recado “sozinho” na frente.

Por outro lado, Sérgio Conceição pode sempre variar e surpreender os adversários de um momento para o outro e a alteração para um sistema de 4-4-2 é perfeitamente natural, e com a chegada de mais um reforço para o ataque ou com a permanência de Marega esse cenário ganha ainda mais força. Essa tática pode também ser facilmente desdobrada com a presença de Otávio no onze, por ser um vagabundo sem posição definida e preencher tanto a linha como a zona central com rigor, privilegiando a subida do lateral desse lado ou as movimentações de um dos avançados para o corredor.

Anúncio Publicitário

De qualquer das formas, o mais certo é Sérgio começar esta época como terminou a transata, e dar preferência ao sistema 4-2-3-1, que poderá ser facilmente alterado durante a partida, de acordo com as dinâmicas apresentadas pelos azuis e brancos. A dúvida recai ainda para o que resta do mercado, porque o clube tem ainda de vender e já assinaram quatro reforços (Carraça, Claúdio Ramos, Zaidu e Taremi), perspetivando-se a chegada de mais.

Vejamos então por posições, uma a uma, quais são as opções de Sérgio Conceição para 2020/2021 e os cenários mais possíveis a nível de entradas e saídas.

1
2
3
4
5
6
7
8
Artigo anteriorDarwin Núñez é reforço do SL Benfica
Próximo artigoRúben Semedo: O novo patrão da defesa do SL Benfica?
João é de Espinho, no norte de Portugal, é licenciado em Ciências da Comunicação e tem o objetivo de singrar no jornalismo desportivo. É um apaixonado pelo futebol e acompanha o desporto desde tenra idade, principalmente o campeonato português, as top 5 ligas e as competições europeias. Tem o tiki-taka de Pep Guardiola como referência futebolística.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.