logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sporting

Sporting CP | O 11 do futuro

Guarda-redes – António Adán

Sporting
Foto: Carlos Silva / Bola na Rede

Parece-me que uma passagem de testemunho não se espera na próxima temporada. O empréstimo de João Virgínia não está a ser aquilo que se esperava, tendo menos minutos do que o que se previa. Nem o homem das taças foi. Diego Callai é ainda muito jovem, e por mais qualidade que tenha não vejo o lugar do espanhol em risco.

Quando Adán chegou a Alvalade, Luís Maximiano detinha o lugar da baliza dos leões. E o que muitos pensaram foi que o experiente guardião viria ajudar o jovem português a assumir-se como o futuro da baliza verde e branca. A verdade é que depois de uma pré-época que o mesmo deu a entender, a partir da 1ª jornada do campeonato o espanhol assumiu o posto.

A contratação de António Adán foi sem dúvida nenhuma fundamental para o sucesso que os leões tiveram. Sempre muito forte entre os postes. Ofereceu a segurança de que o clube de Alvalade mais necessitava.

Desde que se lembra que o Miguel joga à bola. Sentiu sempre uma ligação com a redondinha. Com 7 anos de idade começou a ir a Alvalade e desde então é raro falhar um jogo. Aos 13 iniciou a sua carreira no futebol federado. E para sua tristeza, há cerca de dois anos pendurou as botas. Mas não largou a maior paixão que tem na vida. Estuda jornalismo na ESCS e é por intermédio da comunicação que quer acompanhar o futebol daqui para a frente.

Desde que se lembra que o Miguel joga à bola. Sentiu sempre uma ligação com a redondinha. Com 7 anos de idade começou a ir a Alvalade e desde então é raro falhar um jogo. Aos 13 iniciou a sua carreira no futebol federado. E para sua tristeza, há cerca de dois anos pendurou as botas. Mas não largou a maior paixão que tem na vida. Estuda jornalismo na ESCS e é por intermédio da comunicação que quer acompanhar o futebol daqui para a frente.

FC PORTO vs CD TONDELA