Rúben Amorim assumiu o comando técnico do leão em detrimento de Silas. Desde então, que soma seis jogos com cinco vitórias e um empate. Soma 12 golos marcados e quatro golos sofridos. Desde que assumiu o comando leonino que recuperou vários pontos aos principais rivais. Com o retomar da competição, o Sporting CP conseguiu encurtar para 15 a distância ao primeiro lugar, para nove a distância ao segundo e aumentar a vantagem para o quarto classificado, mantendo-se agora com cinco pontos de vantagem.

O Sporting CP parece ter acertado na escolha que fez e independentemente do valor pago pelo treinador português, por enquanto, vai colhendo o rendimento dessa aposta. Rúben Amorim demonstra-se destemido, sereno, com facilidade na comunicação, mas sobretudo com uma tremenda confiança – até um pouco arrogante – mas que nesta fase faz todo o sentido. Creio que tem coragem para conseguir lançar tantos jovens, mas demonstra também inteligência em perceber o atual momento leonino para lançar os mesmos, mas também para perceber qual a melhorar estratégia para o jogo que irá disputar.

Hoje iremos procurar analisar com algum detalhe a forma como dispõe as peças do leão, as principais dinâmicas do seu modelo de jogo com alguns movimentos padrão, olhando também para as vantagens do seu sistema, para as lacunas do mesmo e para o que ainda poderá ser melhorado.