6.

Fonte: Championship Manager 2
Fonte: Championship Manager 2

Paulinho Santos (FC Porto) – A versatilidade de Paulinho Santos era algo que o fazia sair do FC Porto logo no início da época. O FC Barcelona, por norma, estava sempre interessado no internacional português e não era de admirar. Afinal, as classificações médias do final de época oscilavam entre os 7.50 e os 8.00, jogasse ele no centro, no lado direito ou no lado esquerdo da defesa… e do meio-campo!

Se juntarmos a isto, o valor da stamina do jogador e a baixa propensão a lesões, tínhamos ali um jogador que durava a época toda e que servia para remediar, com qualidade, qualquer lesão ou suspensão.

No fim da época, era quase sempre o jogador mais utilizado da sua equipa.

Nota: A cabeçada a João Vieira Pinto e outros episódios por si protagonizados deram a fama de “arruaceiro” a Paulinho Santos. Uma fama… com proveito e que envergonha o “15” atribuído à agressividade. 20 era o mínimo!

Anúncio Publicitário