Anterior1 de 12

O Euro 2020 chegou, embora com um ano de atraso, e culminou com a Itália a ser coroada, em Wembley, a nova campeã da Europa, sucedendo a Portugal que havia vencido em 2016.

Uma edição diferente, disputada em onze cidades, ao contrário do formato habitual, fator que motivou mais desgaste devido às viagens, mas não foi sinónimo de falta de entrega e de qualidade por parte dos principais intervenientes.

Alguns nomes conhecidos, outros nem tanto, compõem assim um onze que foi escalado em 4-4-2, com dois médios e dois extremos, e que conta com jogadores de seis seleções diferentes.

Em jeito de despedida deste Europeu de futebol, elejo assim o melhor onze da competição.

Anúncio Publicitário
Anterior1 de 12

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome