Triplo Salto Masculino

Fonte: IAAF

Noutra final muito aguardada por nós, portugueses, Nelson Évora voltou a voar! Abriu logo as hostilidades a assumir a primeira posição do concurso no primeiro salto em 17.14. Alexis Copello (AZE) no segundo salto viria a saltar mais, em 17.17. Depois seria, o brasileiro Almir dos Santos (BRA) a assumir o comando em 17.22 metros. 3º Salto: Nelson Évora – 17.40! Liderança do ranking mundial e recorde nacional para Évora aos 33 anos…impressionante! Mas no 4º salto, Will Claye (USA), o favorito, consegue saltar mais 3 centímetros e assuma uma liderança que não mais a largou. Na quinta tentativa, ainda foi o brasileiro Almir dos Santos, com novo recorde pessoal, a passar Nelson por apenas um centímetro. A brilhante prestação de Nelson apenas dava para o Bronze, mas fica mais uma medalha para a carreira de um dos melhores atletas da história do desporto português e que parece não querer nunca deixar de ser enorme.

800 Metros Masculino

Fonte: IAAF

Sem surpresas, Adam Kszczot (POL) sagrou-se mesmo campeão mundial, como havíamos previsto, depois de várias ameaças com Pratas e Bronze ao ar livre e indoor. Correu em 1:47.47 numa final muito tática até à entrada para a última volta. No segundo lugar, com a Prata, o norte-americano Drew Windle (USA) em 1:47.99 e o Bronze foi para Espanha, com Saúl Ordoñez a surpreender, com um lugar no pódio em 1:48.01.

Heptatlo

Anúncio Publicitário
Fonte: IAAF

Com uma prova final emocionante, a ordem manteve-se a mesma do final do primeiro dia, apesar do esforço de Warner (CAN) nos 1000 metros finais. Kevin Mayer (FRA) é agora campeão mundial indoor e outdoor e ontem fez 6348 pontos no Heptatlo (a melhor marca do ano), com apenas mais 5 pontos do que Damian Warner, em novo recorde nacional canadiano. Na terceira posição, com o Bronze, Maicel Uibo (EST) com novo máximo pessoal de 6265, ele que é…o marido de outra campeão, Shaune Miller!

1
2
3
4
5
6
Artigo anteriorChuva, lama, muita emoção e surpresas, eis a Strade Bianche
Próximo artigoOs 8 melhores ‘box-to-box’ do Benfica dos últimos dez anos
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.