60 Metros com Barreiras Feminino

Fonte: IAAF

Era uma das finais mais aguardadas dos campeonato e nas meias-finais a eliminação de Sally Pearson (AUS), em terceiro lugar da sua série (com 7.92) e no tempo mais rápido de sempre a ficar de fora da final, acabou por significar total favoritismo para as três norte-americanas, ainda que Sharika Nelvis tenha sido surpreendida na sua série pela holandesa Nadine Visser (HOL) em 7.83, novo recorde nacional holandês. Pouca gente, porém, acreditou que aquele era o melhor que Sharika tinha para apresentar aqui em Birmingham.
Na final…Kendra Harrison!!! Finalmente o primeiro título global da norte-americana e logo com recorde dos campeonatos, em 7.70! Igualou também o recorde norte-americano de Sharika Nelvis (USA), embora desta vez sem a altitude de Albuquerque. Kendra Harrison é, agora, a presente detentora do recorde mundial dos 100 metros barreiras, detentora do recorde dos campeonatos dos 60 metros e detentora do recorde norte-americano dos 60 metros! Nelvis desiludiu na final, ficando na quarta posição, mostrando que afinal não era bluff o seu tempo das semi-finai. Com a Prata, Christina Manning (USA), correu em 7.79, na que é a sua primeira medalha global e com o Bronze ficou a surpreendente holandesa Nadine Visser, que correu a distância m 7.84 segundos, próxima do recorde conseguido duas horas antes.

60 Metros Masculino

Fonte: IAAF

Na última final da noite, era muito aguardado também o que Christian Coleman (USA) poderia fazer, ele que detém o recorde mundial da distância desde o mês passado. Coleman não desiludiu e alcançou o Ouro e seu primeiro título global, com direito a recorde dos campeonatos, em 6.37 segundos! Coleman detém agora os 3 tempos mais rápidos da história, todos alcançados nesta temporada indoor. No segundo lugar, com a medalha de Prata, recorde asiática para Su Bingtian (6.42)…apenas 4 homens correram mais rápido do que ele na distância. E um deles é Ronnie Baker (USA) que aqui foi terceiro, no Bronze, ao fazer a distância em 6.44! É a primeira medalha global de ambos os atletas, apesar de Bingtian ter andado lá próximo anteriormente (4º e 5º em Mundiais Indoor em 2014 e 2016).

Nas restantes provas do dia, destaque para a estafeta 4×400, com presença portuguesa e…recorde nacional! Numa série rapidíssima, as portuguesas ficaram na quinta posição, mas conseguiram por larga margem, em 3:35.43, bater o recorde português! Parabéns a Cátia Azevedo, Filipa Martins, Rivinilda Mentai e Dorothé Évora!

Anúncio Publicitário
1
2
3
4
5
6
Artigo anteriorChuva, lama, muita emoção e surpresas, eis a Strade Bianche
Próximo artigoOs 8 melhores ‘box-to-box’ do Benfica dos últimos dez anos
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.