Anterior1 de 4Próximo

Num fim-de-semana em que muitos olhares estavam focados em outras jovens promessas do desporto, foi, mais uma vez, Grant Holloway que voltou a surpreender o mundo com performances de elite. Consideramos, assim, que essa é uma boa razão para procurarmos dar a conhecer um pouco mais de um dos nomes mais excitantes do futuro do nosso desporto.

Já sabemos que dos EUA e, especialmente vindo do desporto universitário nacional, todos os anos saem dezenas de estrelas que serão o futuro do Atletismo do país e por adjacência do desporto a nível mundial, uma vez que o país norte-americano tem sido sucessivamente a nação mais medalhada em grandes eventos globais. Mas Holoway tem uma particularidade: ele faz tudo. E é bom em tudo o que faz! Para já, o jovem é o líder mundial na distância de 60 metros com e sem barreiras. Mas não é apenas na velocidade mais curta que tem mostrado as suas credenciais.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários

Artigo anteriorO apagão de Bas Dost
Próximo artigoO fim do rótulo dos treinadores de formação
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.