Cabeçalho modalidadesJá todas as equipas entraram na segunda metade das suas épocas e os Vegas Golden Knights mantém-se como a segunda melhor equipa da NHL, três pontos atrás dos Tampa Bay Lightning, uma posição improvável para se encontrar uma equipa de expansão. Nem o mais otimista dos recém-criados adeptos dos Golden Knights poderia prever este sucesso. Chegámos já a uma altura que deixou de valer a pena esperar que a bolha rebente, o mais certo é que ela não exista e que, contra todas as expectativas, a equipa de Las Vegas seja mesmo boa.

Primeiro Período: Um equilíbrio difícil de alcançar.

É preciso ter vivido estes três últimos meses em tempo real para acreditar que uma equipa de expansão, montada a partir dos restos dos outros, se pudesse tornar numa das melhores da liga. Uma pessoa que fosse transportada no tempo, diretamente do dia do draft de expansão até hoje, teria dificuldades em aceitar esta realidade. Nós temos o benefício do tempo que nos permitiu adaptar a esta ideia aos poucos, até chegarmos ao ponto de aceitação. Os Golden Knights vieram para ficar.

Se não há alguma sorte envolvida? É claro que há. Perder três guarda-redes por lesão teria feito tombar a mais sólida das equipas. Uma regressão está na calha, mas não será tão grande como se pensa. O regresso de Marc-Andre Fleury e os números de posse da equipa permitem afirmar, com confiança, que a presença nos playoffs está assegurada. O ritmo atual (126 pontos ao fim dos 82 jogos) é difícil de manter, mas toda a informação que temos mostra que será ainda mais difícil ficarem abaixo dos 100.

Jonathan Marchessault Fonte: SB Nation
Jonathan Marchessault
Fonte: SB Nation

O sucesso não é todo doce, tem também umas partes amargas que os Golden Knights terão que engolir nos próximos meses. Até aqui o plano era muito simples: serem competitivos, ao mesmo tempo que iam amealhando escolhas no draft e jogadores jovens. Um pé no futuro e outro no presente. Agora o sucesso estrondoso irá obrigar a escolher um dos lados. Qual será a postura de George McPhee no tradedealine? Vai vender ou vai comprar? Pode não fazer nada, mas mesmo essa ausência de decisão será, ela mesma, uma decisão, uma vez que será um voto de confiança no plantel atual e, por isso, uma aposta no presente.

Anúncio Publicitário

Esta decisão de âmbito geral terá que ser acompanhada por muitas outras no âmbito individual. Quem fará parte do futuro dos Golden Knights? Uma das decisões está tomada. Jonathan Marchessault renovou o seu contrato por mais seis temporadas, com um salário médio anual de $5 milhões de dólares. Esta aposta no pequeno avançado de 27 anos é mais do que merecida. Marchessault tem provado que a época passada não foi fogo de vista e já leva 37 pontos em 35 jogos. Quem se seguirá? James Neal, David Perron, William Karlsson, Colin Miller e Shea Theodore, todos terminam contrato no fim desta época. McPhee não esperava que estas decisões viessem a ser tão difíceis. Por várias vezes ele falou da importância que o sucesso tem para os Golden Knights, para a cidade de Las Vegas e para a NHL. Esperemos que isso não funcione como uma pressão negativa, fazendo tombar o fiel da balança demasiado para o presente.