1.

Fonte: PSG

Leonardo Jardim – Qualidade, profissionalismo, disponibilidade. Leonardo Jardim possui, comprovadamente, todas estas características. Revelou-as sempre nos clubes que representou, da AD Camacha à AS Monaco, apesar dos poucos títulos conquistados (quatro: Ligue 1, Liga Grega, Segunda Liga Portuguesa e Taça da Grécia).

Antes das cinco épocas e meia em que esteve ao serviço dos monegascos, Jardim representou, sempre por uma época, o SC Braga, o Olympiacos e o Sporting CP, levando os arsenalistas a um terceiro lugar, os gregos ao título e os leões ao segundo lugar no primeiro campeonato do tetra benfiquista.

Em França, mostrou ser capaz de travar equipas poderosas, conquistando o campeonato em que habita o PSG e alcançando as meias-finais da Liga dos Campeões na mesma época (16/17), ao leme de uma equipa com uma média de idades de… 24 anos. Nessa temporada de sucesso, Leonardo Jardim apostou em Mbappé (18 anos), Lemar (21 anos), Bernardo Silva (22 anos), Mendy (22 anos), entre outros jovens.

Como tal, apostar na juventude e ainda assim mostrar resultados não é um problema para o técnico luso, que já em Portugal, ao serviço do Sporting CP, havia apostado em jovens como Eric Dier, Cédric Soares, Marcos Rojo, Carlos Mané, João Mário, entre outros.

Anúncio Publicitário

Com 45 anos e desempregado, Jardim quererá por certo alterar essa situação. A idade vai alterá-la no primeiro dia de agosto, quando lhe adicionar um ano. Quanto a um novo clube…

Artigo revisto