“Há muita especulação, mas o que posso garantir é que só pensamos em ser campeões e que vamos lutar por isso até à última. Independentemente disso, Bruno Lage será treinador do Benfica na próxima época”. Palavra do Senhor Luís Filipe Vieira. Palavra que se tem desvalorizado imensamente nos últimos anos, sobretudo após o “caso da luz” (não o estádio, nem a praia algarvia de onde desapareceu Maddie. Mas sim a “luz” que Vieira havia visto, calculo que imediatamente antes de avistar o Pai Natal num cavalo alado com a cara de Eusébio – o cavalo, não o Pai Natal-, quando manteve Rui Vitória).

Não conheço o grau de confiança com que o (ainda) presidente do Sport Lisboa e Benfica atirou a frase de abertura deste texto, mas tenho a máxima certeza de que essa confiança desceu a pique… e regista agora níveis mínimos históricos. Se assim não for, num momento em que a equipa encarnada soma apenas uma vitória em 10 jogos, algo está muito mal.

Assim, e apesar de acreditar que o mais provável é Bruno Lage demitir-se em vez de ser demitido, a saída do técnico setubalense é quase certa. Como tal, aceitei o risco de me precipitar e elaborei uma lista de cinco treinadores que gostava de que viessem a suceder a Bruno Lage.