Anterior1 de 6Próximo

O FC Porto, recém campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, terminou a época 2019/2020 em tom celebrativo e prepara já a temporada que está já aí à porta. Tudo indica que a renovação de Sérgio Conceição será acertada em breve, de acordo com o discurso do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa. O técnico portista terá pouco descanso e já planeia montar a equipa para o próximo defeso, tendo em conta possíveis saídas do plantel.

A contratação de jogadores a atuar em Portugal é um ato corrente na política de mercado azul e branca, no entanto, o investimento no estrangeiro tende por norma a emancipar-se. As atenções têm sido viradas para o mercado sul-americano, embora a contratação de vários jogadores africanos já tenha sido praticada pelo clube. Na última época, a aposta foi claramente direcionada para o continente americano, com a vinda de Marchesín, Luis Díaz, Saravia e Uribe. Nakajima e Zé Luís foram outros reforços, contudo, ficaram aquém das expectativas.

As notícias lançadas esta semana apontam para uma investida interna por parte do conjunto portista neste início do mercado de transferências. Os órgãos de comunicação social dão conta de um suposto interesse, já confirmado pelo Rio Ave, em Taremi e Nuno Santos. Além da dupla vila-condense, aborda-se igualmente uma dupla famalicense – Pedro Gonçalves e Toni Martínez, do FC Famalicão. Além destes quatro, surge ainda o nome de Zaidu Sanusi, lateral-esquerdo do Santa Clara, e uma das revelações do campeonato português.

Como poderiam então encaixar estes reforços na equipa do FC Porto? Será que seriam suficientes para a conquista de títulos?

Anterior1 de 6Próximo

Comentários