A presença portuguesa

A presença portuguesa volta a ser muito tímida num evento que contamos com forte tradição, incluindo ex-campeões (Carlos Lopes e Albertina Dias), medalhados (Carlos Lopes, Fernando Mamede, Paulo Guerra, Albertina Dias e Conceição Ferreira), os atletas com mais participações na competição (Domingos Castro e Conceição Ferreira), além de 4 pódios coletivos no masculino e 5 no feminino (incluindo o título em 1994, em Budapeste).

Nesta edição há apenas 1 atleta português inscrito e será Rui Teixeira, do Sporting, o campeão nacional masculino, que marcará presença na corrida masculina sénior. Há 12 anos, Rui terminou na 123ª posição. Será a comitiva portuguesa mais pequena de sempre (sem contar com os casos da 2ª e 3ª edição, em 1974 e 1975, em que não participámos), algo que ainda assim não é de admirar face ao pobre panorama nacional dos últimos anos.

Rui Teixeira será o único representante português
Fonte: FPA

No entanto – não desculpando o caso português – a tendência de afastamento para com o Corta-Mato parece acontecer um pouco por toda a Europa. Além do já referido e muito pouco justificável caso holandês (de organizador do Europeu a 0 atletas no Mundial em 3 meses!), há outras nações, como a Bélgica, que nenhum atleta levam à Dinamarca, sendo que casos de países históricos como a Itália e a Alemanha chegam a chocar, pela redução drástica de atletas. Mesmo a Noruega, não fosse a insistência de Jakob e ninguém trazia… As nações europeias ao verificarem que as medalhas não estão ao seu alcance, simplesmente desinteressam-se da participação, o que até tem pouco de comportamento desportivo, mas enfim…

1
2
3
4
5
6
7
Artigo anteriorForça da Tática: Curtas dos Balcãs
Próximo artigoConor McGregor: Reforma ou estratégia?
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.