logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Alpine F1

Os candidatos à vaga na Alpine

modalidades cabeçalho

Mais que o rugido dos motores e o entusiasmo das performances em pista, a paragem de três semanas no calendário de Fórmula 1 após o GP da Itália fez com que os holofotes noticiosos se virassem, desta feita, para os rumores e confirmações do mercado de pilotos. As dez equipas, entre as quais a Alpine, preparam já a época de 2023, tendo já grande parte dos “assentos” dono definido.

No entanto, há ainda lugares por confirmar. Por entre os que restam, o mais competitivo é nesta altura o lugar deixado vago por Fernando Alonso, confirmada que está a saída do veterano piloto espanhol para a Aston Martin. Alonso vai render o tetracampeão da modalidade Sebastian Vettel, que “pendura as luvas” após o GP de Abu Dhabi em Novembro, e irá formar parceria com Lance Stroll naquela que será uma tentativa de alavancar o potencial da equipa britânica após um período de forte investimento.

Para a vaga disponível na garagem da Alpine ao lado de Esteban Ocon para 2023, apresentam-se nesta altura, então, dois candidatos claros: o francês Pierre Gasly e o neerlandês Nyck de Vries. No entanto, a nossa lista estende-se a seis outros nomes, cujos respectivos perfis e hipóteses de sucesso aqui destacamos:

Pierre Gasly (AlphaTauri) – hipótese de sucesso 9/10 – correu já muita tinta acerca do ingresso do francês na equipa conterrânea, e se por um lado ainda não houve “fumo branco”, por outro continua a ser, tudo indica, a escolha preferencial dos directores da Alpine; não só pelo estatuto que já garantiu ao longo de uma carreira de Fórmula 1 pautada pela perseverança (uma vitória e três pódios, todos com a AlphaTauri/Toro Rosso), mas também pelo facto de aos 26 anos se aproximar do seu pico de forma, quem sabe pronto a assumir-se, pela primeira vez, como líder de uma equipa de maiores ambições. A desistência (forçada) da AlphaTauri em Colton Herta após “nega” da FIA, numa polémica relacionada com a superlicença desportiva do americano, pode estar na origem do atraso nas negociações entre Alpine e Gasly. No entanto, caso o interesse da Alpine se mantenha, Gasly estará por certo receptivo e será apenas uma questão de tempo até o negócio se tornar oficial.

Concluída a licenciatura em Comunicação Social, o Carlos mudou-se para Londres em 2013, onde reside e trabalha desde então. Com um pai ex-piloto de ralis e um irmão no campeonato nacional de karts, o rumo profissional do Carlos foi também ele desaguar nas "águas rápidas" da Formula One Management, onde trabalhou cinco anos. Hoje é designer numa empresa de videojogos, mas ainda não consegue perder uma corrida (seja em quatro ou duas rodas).

Concluída a licenciatura em Comunicação Social, o Carlos mudou-se para Londres em 2013, onde reside e trabalha desde então. Com um pai ex-piloto de ralis e um irmão no campeonato nacional de karts, o rumo profissional do Carlos foi também ele desaguar nas "águas rápidas" da Formula One Management, onde trabalhou cinco anos. Hoje é designer numa empresa de videojogos, mas ainda não consegue perder uma corrida (seja em quatro ou duas rodas).

FC PORTO vs CD TONDELA