logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Estoril Open | O que precisas de saber da nova edição

A melhor semana do Ténis em Portugal está cada vez mais próxima. Entre 23 de abril e 1 de maio, vai acontecer a sétima edição do Estoril Open nas instalações do Clube de Ténis do Estoril.

Em relação ao elenco, grande destaque para o primeiro cabeça-de-série, Félix Auger-Aliassime, o canadiense foi uma das figuras do Canadá no ATP Cup 2022, onde venceram a competição, chegou às meias-finais do Australian Open, ocupando a posição número 9 no ranking ATP e é a segunda vez que participa na principal prova do Ténis português, depois de ter jogado em 2018.

Félix Auger-Aliassime é o único tenista do top 10 que vai estar Estoril, mas tem três colegas de profissão que vão estar em terras lusas e que estão atualmente no top 20. Cameron Norrie, atual número 12 e finalista vencido no ano passado, Diego Schwartzman (15º) e Pablo Carreno-Busta, atual número 19 e vencedor do Estoril Open de 2017.

Outros jogadores que tiveram acesso direto ao quadro principal, foram Marin Cilic, atual número 23 e um antigo vencedor de um Grand Slam, Frances Tiafoe, atual 31º e finalista vencido do melhor Estoril Open de João Sousa, Albert Ramos-Vinolas, atual 35º e  vencedor do Estoril Open do ano passado, Tommy Paul (37º), Sebastian Korda (38º), Alejandro Davidovich-Fokina (43º), Lloyd Harris (44º), Dusan Lajovic (46º), Pedro Martinez (47º), Benoît Paire, atual 49º e é um tenista muito criticado devido às atitudes, Laslo Djere (53º), Artur Rinderknecht (58º), Benjamin Bonzi (59º), Federico Coria (60º) e Soonwoo Kwon (63º).

Um tenista que também vai entrar, mas que não está na lista, é João Sousa, o melhor tenista português de todos os tempos. Ao contrário dos colegas mencionados, Sousa não estava suficientemente bem colocado no ranking para entrar diretamente, por isso a organização decidiu dar wild-card para garantir a presença do melhor tenista português de todos os tempos na quadra principal do Estoril Open. Ainda não se sabe a quem serão atribuídos os outros dois Wild-cards.

Ao contrário das últimas edições, a nova vai ter uma grande novidade: o sistema inovador de arbitragem Foxtenn, que vai dar uma precisão de 100% nas decisões mais duvidosas devido às 40 câmaras de ultra velocidade que vão captar 3000 imagens por segundo, ou seja, vai garantir uma margem de erro de 0%, algo que é muito complicado de haver na terra batida, nem o sistema Hawk-Eye (Olho de Falcão) consegue.

As emissões do Estoril Open estão garantidas pelo Eurosport e CNN Portugal. Os principais patrocinadores da prova continuam sendo a Câmara Municipal de Cascais e o Millennium bcp, que são parceiros desde o nascimento do Estoril Open.

João Zilhão, diretor do torneio, afirma que “vamos ter um grande torneio no regresso ao público após dois anos. A nossa missão é fazer reviver o ambiente festivo que caracterizava o evento”. Para reforçar a ideia, o diretor do torneio disse que a edição deste ano tem “o melhor cut-off de sempre e quatro inscritos no top 20”.

A nova edição do Estoril Open vai marcar o regresso do público à competição de ténis mais prestigiada em Portugal. Antes do Estoril Open, havia o Portugal Open, uma competição que era realizada no Jamor e que já contou com três dos tenistas mais conhecidos dos últimos anos: Novak Djokovic, Roger Federer e Rafael Nadal.

Foto de Capa: Estoril Open 2022

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA