Anterior1 de 12Próximo

Cabeçalho Futebol Nacional

Numa semana de pausa natalícia no campeonato, a Taça da Liga foi o principal foco de atenção dos clubes portugueses.

Concluída a segunda jornada, o Grupo A é o único já resolvido, com o surpreendente apuramento do Vitória de Setúbal. Os sadinos ultrapassaram o Benfica e o Braga e garantiram já a presença na final four da competição.

Esta eliminação do Benfica, aliada às saídas da Taça de Portugal e das competições europeias, pode, contudo, ser peça importante do campeonato. Os encarnados vão realizar apenas mais 20 jogos esta temporada, número que pode tornar-se significativamente mais pequeno do que o dos rivais.

Porto e Sporting, ainda a disputar todas as competições, vão, na segunda metade da época, disputar eliminatórias europeias, jogos a meio da semana e, muito provavelmente, encontrar-se mais vezes, com prováveis duelos nas meias-finais das Taças.

Neste cenário exigente, e com o desenrolar da época, aumento do número de jogos e, eventualmente, o aparecimento de lesões, os suplentes poderão ter um papel muito importante na decisão de um campeonato que se prevê equilibrado e disputado a três.

Assim sendo, o Bola na Rede decidiu comparar os plantéis dos “três grandes” e, descontando da equação os jogadores atualmente titulares, elaborar aquele que é o onze combinado dos suplentes de Porto, Sporting e Benfica.

Anterior1 de 12Próximo

Comentários