Anterior1 de 8Próximo

Os puristas dirão que a década apenas termina no final de 2020 e que se iniciou em 2011. Nada contra, deixo o calendário gregoriano e as suas limitações para outras discussões. Quando falo de períodos temporais, gosto de falar dos melhores atletas, filmes ou livros dos anos 70, 80 ou 90. Não tenho por hábito falar da década que decorreu entre 1971-1980 ou da década entre 1991-2000. Por isso faz, para mim, todo o sentido analisar o Atletismo nos mesmos períodos temporais.

Na lista que hoje apresento, dou a conhecer os atletas que marcaram cada uma das disciplinas individuais de pista (as que constam do calendário dos maiores eventos globais) nos últimos dez anos. Atletas no masculino neste primeiro artigo, atletas no feminino em artigo a publicar brevemente.

É uma lista feita por apenas uma pessoa e como tal é subjetiva – assim o continuaria a ser caso fosse elaborada por mais do que uma pessoa, mas o grau de imparcialidade seria sempre maior. No entanto, tento explicar o critério para cada uma das escolhas e, em alguns casos, nem eu estou completamente certo de que a opção escolhida seja a mais justa. Em alguns casos, as escolhas são óbvias, noutros nem tanto, mas a verdade é que estes são aqueles que penso que mais merecem aqui serem mencionados, quando nos referirmos a este período.

Eventos globais ao ar livre no período: Mundiais de Daegu 2011; Jogos Olímpicos de Londres 2012; Mundiais de Moscovo 2013; Mundiais de Pequim 2015; Jogos Olímpicos do Rio 2016; Mundiais de Londres 2017 e Mundiais de 2019.

Anterior1 de 8Próximo

Comentários

Artigo anteriorA estratégia sem estratégia
Próximo artigoSL Benfica 90-79 Bakken Bears: Encarnados regressam às vitórias europeias
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.