2.º- Manuel Bento

Fonte: SL Benfica
Fonte: SL Benfica

Com apenas 1,73 metros de altura, não seria expectável que Manuel Galrinho Bento pudesse tornar-se guarda-redes ao mais alto nível. No entanto, Bento não era um homem convencional: tinha super-poderes; e só assim se pode explicar como chegava à bola, tantas vezes, pelo chão ou pelo ar, quando os adeptos já cantavam golo. Destacou-se no Barreirense, contribuindo, já aí, decisivamente, para o 18.º título de campeão nacional do Benfica (em 1970/1971), depois de uma exibição de gala no Estádio de Alvalade, com vitória da sua equipa por 1-0.

Chegou à Luz dois anos depois, e foi guarda-redes do Benfica durante 20 épocas (456 jogos), marcadas, quase exclusivamente, pelo sucesso. Venceu nove campeonatos, seis Taças de Portugal e três Supertaças Cândido de Oliveira. Representou a selecção nacional em 63 ocasiões.

Foram incontáveis os seus momentos altos: desde o penálti negado ao bi-bota Fernando Gomes, no “jogo do título” de 1982/1983, disputado no Estádio das Antas; ou a exibição em Estugarda, diante da Alemanha (vitória por 1-0, com golo de Carlos Manuel), que valeu o apuramento de Portugal para o mundial de 1986. É considerado o melhor guarda-redes português de todos os tempos, segundo votação da UEFA (realizada em 2015).

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Artigo anteriorO Sporting foi Rei Leão em casa!
Próximo artigoQuem tem as chaves de “El Clásico”?
O João já nasceu apaixonado por desporto. Depois, veio a escrita – onde encontra o seu lugar feliz. Embora apaixonado por futebol, a natureza tosca dos seus pés cedo o convenceu a jogar ao teclado. Ex-jogador de andebol, é jornalista desde 2002 (de jornal e rádio) e adora (tentar) contar uma boa história envolvendo os verdadeiros protagonistas. Adora viajar, literatura e cinema. E anseia pelo regresso da Académica à 1.ª divisão..                                                                                                                                                 O João não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.