MOTORES – DUAS RODAS

A Figura do Ano – Masculino

Fonte: MotoGP

Fabio Quartararo – A escolha da figura do ano masculina no mundial de motociclismo poderia ser óbvia, mas decidimos que Márquez pode dividir o protagonismo desta temporada com Fabio Quartararo.

O piloto francês, de apenas 20 anos, chegou à classe rainha do mundial esta época e desde muito cedo se quis afirmar perante os adversários e também perante os críticos que duvidaram da sua capacidade em singrar no MotoGP. No final da temporada de 2019, Quartararo arrecadou o título de rookie do ano, melhor piloto independente e conquistou o quinto lugar na classificação geral do mundial de motociclismo, ficando à frente de Valentino Rossi e do companheiro de equipa, Franco Morbidelli.

Aos comandos da Petronas Yamaha SRT, o piloto francês fez frente a Marc Márquez e conseguiu alcançar seis pole position e sete pódios, na sua época de estreia.

A Figura do Ano – Feminino

Anúncio Publicitário
Fonte: FMP – Comissão de Trial

Rita Vieira – Design de moda e desporto motorizada. O que será que têm em comum? Eu sei o que têm em comum, Rita Vieira.

Por onde começar na temporada de 2019 de Rita Vieira. São campeonatos nacionais, vice-campeonatos mundiais, participa no Enduro, participa no Trial, vai às Bajas. Campeã Nacional de Trial na Classe de Consagrados (Classe Mista) e vice campeã do Mundo de Bajas. Não há muitas senhoras em Portugal com este palmarás em 2019. Assim, Rita Vieira é a atleta feminina do ano para a equipa dos desportos motorizados do Bola Na Rede.

Agora, o céu é o limite para a piloto de 25 anos, sim, ouviu bem, 25 anos. Siga, Rita! Rumo ao Dakar!

O Momento do Ano

A vitória de Danilo Petrucci em Itália – Tal como todos os outros, este foi um ano repleto de momentos marcantes no MotoGP. Desde o momento em que começou a ser perceptível que Fabio Quartararo estava a tentar entrar na luta com os grandes nomes do motociclismo, passando pela polémica saída de Zarco da KTM, até à decisão de Jorge Lorenzo se retirar da competição. Estes e muitos outros marcaram a temporada de 2019, mas acabou por ser a vitória de Danilo Petrucci a levar a melhor nesta decisão. A corrida foi repleta de emoções fortes até ao cair do pano. Ninguém queria acreditar que um italiano, que nunca tinha vencido uma corrida de MotoGP, que estava no seu primeiro ano na Ducati de fábrica iria vencer em Mugello. Nem o próprio acreditou quando cortou a meta. Esta foi, sem dúvida, uma corrida inesquecível para os fãs do desporto.

Ana Rita Nunes, Carolina Neto & David Pacheco